Arquivo da tag: Escola de Moda

Ainda dá tempo de estar na moda! – Tendências de Inverno 2022

Como vimos no post sobre as tendências do ano 2022 (um resumão de como nos vestiríamos durante esse ano). Algumas delas se mantiveram outras de adaptaram para o inverno que já está chegando para nós!

E hoje veremos as tendências específicas para a estação que está por vir!

Regata branca

A peça básica de todo guarda roupa volta a tona para compor looks nada básicos! Prada, Bottega Veneta, Dior e Diesel são algumas das grifes que apostaram na peça em suas coleções de Inverno 22!

Jaqueta bomber

Também conhecida como jaqueta de voo, seu estilo vintage foi adaptado para cada grife que a usou em suas coleções, com adição de couro ou recortes nas mangas.

Corsets

Inúmeros designers apostaram em silhuetas esculpidas por corsets no outono, porém Dior e Balmain levaram a diante essa ideia e adicionaram idéias futuristas a peça.

Tricots

Yohji Yamamoto, Chanel e Louis Vuitton perceberam a grande queda de temperatura durante o inverno em países do hemisfério norte e encontraram nos casacos de tricot a solução! Claro adaptando cada qual para suas coleções.

Maxis

Após uma estação com diversas mini saias, o inverno trouxe a modelagem “maxi”, e a construção de camadas de peças.

Esporte fino Y2K

 Apesar de parecer complexa e difícil de entender, a abreviação significa literalmente anos 2000. Sim, Y2K = year 2000 ou, em português, ano 2000. Y2K nada mais é do que o estilo alcançado no início dos anos 2000. A tendência em questão é a junção desse estilo com o traje esporte fino que requer mais elegância e peças bem elaboradas.

Ombreiras

Graças a Demna, atual diretor criativo da Balenciaga, os ombros super presentes em looks mais conceituais se fizeram presentes em outras grifes, como Louis Vuitton, Dolce & Gabbana, Lemaire e Versace.

Transparência

Tendência que perdura já algumas estações e nesse inverno vem com uma nova cara; o body positivity! Abraçando as diversas formas de corpos.

Couro

Tendência revisitada de forma mais criativa nessa estação entre mini e maxis saias, vestidos marcando a silhueta e até mesmo o movimento do tecido como fez a grife Loewe.

Alfaiataria

Característica que os designers não abandonam e sempre atualizam; a alfaiataria! Valentino, com seus vestidos esvoaçantes chocou e agradou o público com um terno em rosa fúcsia, Tom Ford, Michael Kors, Gabriela Hearst e Alexander McQueen também adaptaram a tendência em suas respectivas coleções de inverno.

*

Referências: 1

Fashion Revolution: A força positiva da moda

“O Fashion Revolution acredita no poder de transformação positiva da moda, e tem como principais objetivos  conscientizar sobre os impactos socioambientais do setor, celebrar as pessoas por trás das roupas, incentivar a transparência e fomentar a sustentabilidade”.

O movimento nasceu com a sensibilização do conselho global de profissionais da moda após o desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, causando a morte de 1.134 trabalhadores da indústria de confecção e mais de 2.500 feridos, tragédia que aconteceu no dia 24 de abril de 2013.

Realizado inicialmente no dia 24 de abril, o Fashion Revolution Day ganhou força e hoje tornou-se a Fashion Revolution Week, que conta com atividades promovidas por núcleos voluntários, em mais de 100 países. No Brasil atua há cinco anos.

E com o movimento surgiu a campanha #QuemFezMinhasRoupas para aumentar a conscientização sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto no mundo, em todas as fases do processo de produção e consumo.

Nada mais sustentável econômica e ambientalmente do que criar e confeccionar suas próprias roupas, aqui na Sigbol Fashion celebramos e compartilhamos cada peça feita pelos nossos alunos!

*

Por Mayara Behlau, professora no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1

Lã de Natal

Está chegando a nossa época favorita do ano: o Natal!

Tempo de ver a família e os amigos, comer várias coisas gostosas e… Enfeitar a casa!

Já pensou em como inovar na sua decoração deste ano e sair da mesmice? Não!? Então corre que dá tempo, aproveitando essas dicas super fáceis com lã.

1

Você deve se lembrar que ano passado mostramos alguns enfeites feitos com retalhos aqui.

Agora vamos nos aventurar nos novelos de lã e fazer decorações bem fofas e fáceis.

Separe tesoura, cola, muita lã um punhado de criatividade e vamos lá!

Começando pelas tradicionais bolas da árvore-de-natal feitas com lã, cola e uma bexiga.

Com a mesma técnica podemos fazer árvores usando um cone.

2 3 4 5

Que tal usar essa ideia e colocar alumas luzes?

6 7

E com alguns pompons, podemos fazer árvores, guirlandas, bonecos de neve…

8 9 10 11 12 13

E que tal alguns chapéus bem fofos para pendurar na árvore?

14 15

Agora é só escolher o estilo, soltar a criatividade e esperar os elogios!

*

Por Marjorie Campos, professora do núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14 e 15

Profissão – Assistente de Estilo

Para os alunos novos no mundo da moda, ou mesmo quem já conhece tal mundo e ainda tem suas dúvidas sobre o que fazer quando terminar um determinado curso profissionalizante, estamos aqui pra te ajudar. Em muitos casos, para aqueles que especializaram-se em desenho de moda, e tem conhecimento em desenho técnico manual e gráfico (corel draw) um das opções é o cargo de assistente/ auxiliar de estilo.

62ad5d5291759d1d5cff99d88d58b1b6

O assistente auxiliará na criação, desenvolvimento e confecção da coleção, para isso ele deve ter conhecimento sobre pesquisa de tendências e materiais, nomenclaturas técnicas e até mesmo noções de costura e acabamento.

giphy (1)

Em sua maioria tal cargo exige maior conhecimento para desenvolver desenhos técnicos e elaboração de croquis, porém tais exigências variam de empresa para empresa, ela grande ou pequena.

Devil-wears-Prada-gifs-Miranda-Priestly-Emily-Blunt3_zpsf20bbd97

Muitos nomes famosos e mentes talentosas que trabalham hoje como estilistas e designers nacionais e internacionais começaram como auxiliares e assistentes onde durante anos adquiriram conhecimento e experiência através da mão de obra.

Sarah Burton por exemplo, trabalhou como assistente pessoal de Alexander Mcqueen durante 13 anos, em 2010, após a morte do estilista, foi nomeada como a nova diretora criativa da marca. Sarah criou vestidos para Michelle Obama, Cate Blanchett, Lady Gaga, Gwyneth Paltrow e o vestido de Kate Middleton, para seu casamento com o príncipe William.

giphy (3)

 

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 12 e 3

Você é um(a) gótico(a) suave?

Em tempos difíceis como o que estamos vivendo, com crises econômicas e ambientais, conflitos religiosos, intolerância e desigualdade, o preto sempre ressurge como tendência em forma de luto e reclusão ao caos.

“Para confrontar os maiores medos da sociedade, incorporamos a escuridão.” Tal ideologia é adepta de várias subculturas, em sua maioria a punk e sua vertente que mais caracteriza o look total black, o gótico.

Os góticos propriamente ditos (que usam o preto e outros elementos como estilo e não como tendência), são apreciadores da arquitetura e das artes produzidas na Idade Média, da literatura entre os séculos 18 e 19 e da música que traz em suas letras e ritmo o grotesco e a densidade do macabro.painel1

Derivações desta vertente surgiram recentemente, fazendo emergir das redes sociais um “subestilo”, o pastel goth, este acrescentando as características já existentes elementos designados kawaii (expressão muito usada no Japão, pelos jovens, adeptos da cultura pop que qualifica algo como infantil e fofo).

painel2

As características citadas acima fazem parte de vertentes e/de subculturas que as usam como estilo de vida.

O termo “gótico suave” surgiu com a aparição da cantora Lorde no mundo e mídia pop, a qual segue um estilo de looks sóbrios de cores escuras e modelagens amplas, que a destoa dos outros jovens e artistas, isso não significa que a mesma SEJA gótica.tumblr_ng16qo8Q2m1rlt5o0o1_500

Isso mostra como a moda e a música sempre andaram juntas, isso ocorre principalmente quando uma tendência precisa ser vendida e aceita pela massa (grande público), neste caso o preto! E para que isso aconteça artistas mostram essas tais tendências em forma de estilo, como um produto com apelo de novidade e isso muitas vezes leva a um retrocesso ao amenizar a essência de estilo de vida de um grupo de pessoas (como suavizar o gótico para que este seja mais aceito)

*

Por Mayara Behlau, professora no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1 e 2