Arquivo da tag: Inverno 2015

Golas: um acessório criativo para o frio.

Que tal experimentar trocar seu cachecol por uma gola, apesar de serem bem parecidos, as golas são mais práticas, charmosas e existem modelos diferenciados como por exemplo as de dupla face.

111

Se você tiver um pouco de conhecimento de costura ou tricô facilmente saberá confeccionar a sua, elas são feitas tanto de tecido quanto de lã o material é de sua preferência, basta buscar algo quentinho. A modelagem se baseia em um retângulo, a medida é de acordo com o tamanho de seu tecido e quantas vezes quer que ele fique envolto do seu pescoço.

Imagem 3

E os homem podem e devem entrar nessa onda, sabendo usar vão obter muito charme e ainda estarão se aquecendo.

222

A forma de utilizar é bem justa ao pescoço, para realmente aquecer ou apenas para ficar mais despojado, dependendo da proposta de cada look e de acordo com o frio, podendo até cobrir cabeça e ombros.

333

Depois de tantas opções ao menos uma, se não todas, deve ter te conquistado, agora é só aproveitar sua criatividade para ficar quentinho com estilo.

*

Por Nayara Diniz, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referências: 1234567 e 8.

E o veludo, onde fica?

IMAGEM1Sabemos que ele já é tradicional do inverno, não é? Mas sempre em versões mais discretas, o veludo agora dá o ar da graça com o tipo que chamamos veludo molhado, aquele bem brilhante, para que nenhuma produção feita com ele passe despercebida.

IMAGEM2

Normalmente renegado a peças de moda festa de inverno, o veludo ressurge em peças casuais, como calças e jaquetas, com propostas para o dia a dia, como calças, bodies, vestidos, jaquetas, etc.

IMAGEM3

Para montar um guarda roupas de alfaiataria, aposte em calças flare de veludo combinadas a camisas de seda, blazeres combinados à calças ou vestidos, e conjuntinhos monocromáticos.

IMAGEM4Aposte também em leggings em veludo e couro ou veludo e suede, quimonos em veludo devore, saias rodadas, lápis ou longas, shorts, casacos, etc. Além de confortável, o veludo molhado é um tecido muito flexível, o que o torna confortável para movimentação do dia a dia.

IMAGEM5

Para a noite, se jogue sem medo nos vestidos quentinhos e decotados, ternos e casaquinhos que deixem o vestido em tecido leve (como seda, musselina ou crepe) mais adequado para as noites invernais.

IMAGEM6

E você, já tem sua peça de veludo? Pretende usar como peça statement ou protagonista do look? Divide com a gente nos comments.

*

Por Haranin Julia Maria, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9

Está com frio? Cubra-se!

Por aqui adoramos o inverno. Além do friozinho gostoso, época dos casacos, blusas quentinhas e botas pra todo lado! Neste inverno, porém, temos uma infinidade de novos formatos, ou antigos formatos em releituras, como a gola role. Os casacos, normais a toda temporada, assumiram formatos dos mais diversos, mas dois em especial estão fazendo a cabeça da turma fashionista: os casacos capa e os blanket coats.

IMAGEM1

Os blanket coats já haviam surgido em coleção de inverno anterior, em uma versão um pouco mendigo chic: sobreposições e amarrações para prender no corpo. Inicialmente, não foi vista com bons olhos pela maioria das pessoas, até porque no formato apresentado, criava muito volume no corpo. Mas, nesta estação, o formato mudou um pouco: ao invés de um retângulo, como um cobertor mesmo, assumiu os contornos de um poncho, mas sem fecho frontal, e sem camadas demais. O resultado foi que os fashionistas se encantaram, afinal não desperdiçamos a toa um bom casaco quentinho, que ainda pode ser usado aberto ou fechado por cinto, não é não? Fica lindo e confortável, além de ter aberto as portas para dois truques de styling altamente emagrecedores: usado aberto, cria duas linhas verticais e alonga o tronco (mesmo efeito, aliás de qualquer casaco, colete ou cardigã usado da mesma forma), e usado fechado por cinto, tem a cintura marcada e dá forma ao corpo sem apertá-lo (e alguns quilinhos a menos, inclusive). Para nosso frio, uma mão na roda, porque esquenta na medida certa, evitando, em alguns dias mais amenos mas ainda ensolarados, o efeito “cebola” (na sombra colocam-se mais casacos, no sol retiram-se os mesmos, e por aí vai).

IMAGEM2

Os casacos capa são já tradicionais, mas não costumam ser usados com grande freqüência, porque mesmo com muito cuidado, dão ao corpo formato triangular (abrem a partir dos ombros). Mas, enquanto truque de styling, ficam lindos, dando ao look mesmo efeito de um casaco comum pendurado nos ombros, sem o problema de cair a cada minuto, pois no caso da capa, os braços são encaixados nas aberturas frontais, evitando que escorregue. Use normalmente por cima do seu look, ou invente formatos diferentes: com uma bota alta ou cuissard, por exemplo, o casaco pode ser usado como vestido.

IMAGEM3

Você já tem algum dos dois? Não? Confira aqui como fazer seu próprio blanket coat, e não passe aperto nem frio nesse inverno!

*

Por Haranin Julia Maria, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15 e 16

 

Xadrez Renovado

A padronagem xadrez é um clássico do inverno, mas muitas vezes também da o ar da graça no verão. Para o inverno 2015, a proposta passa pelo tradicional tartã e vai até delicado Madras, todos com uma pitada artística e traços que lembram rabiscos e linhas interrompidas.

FOTO 01,

O xadrez está presente em peças de alfaiataria ou descontraídas, ou seja, temos pra todos os estilos. Nesta estação, os principais tecidos utilizados serão os mais sofisticados, como tafetá, ou aqueles com efeitos tecnológicos siliconados. Tons de vermelho e P&B são as opções mais tradicionais, mas vale investir nas composições em nude ou de cores fortes.

FOTO 02

Algumas modelagens misturam a alfaiataria com um estilo retrô, quebrando a sisudez do xadrez, e tirando a imagem da camisa de flanela que já conhecemos.

FOTO 03Para não errar na produção, procure coordenar o xadrez com peças lisas ou com outras estampas na mesma tonalidade.

FOTO 04

O xadrez aparece em looks tradicionais ou casuais, coordenado em cores neutras ou vivas.

FOTO 05

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10